11 agosto 2017

Resenha: Perfume Sublime de Jean Patou

Sublime de Jean Patou é um perfume Oriental Floral Feminino, lançado em 1992. 


Notas de saída Tangerina, Bergamota, Laranja e Ylang Ylang 
Notas de coração - Jasmim, Lírio-do-vale, Rosa e Flor de Laranjeira
Notas de fundo - Âmbar, Almíscar e Patchouli ou Oriza

  • Chypre floral clássico elegante, é assim que eu defino esse sofisticado perfume com um quê de riqueza 
  • Brilha lindamente em todas as estações do ano, é só moderar nas borrifadas 
  • É um perfume para mulher de personalidade, elegante, sofisticada, a qual o gosto perfumístico passa longe de um simples 212 
  • Se gosta de fragrâncias atuais, fique longe do Sublime, pois ele é explicitamente vintage, é para as ousadas, para as apreciadoras de ótimos perfumes antigos (o vintage dele não é atalcado) 
  • As notas se misturam e não brigam, entram em harmonia 
  • Ao meu olfato, as notas de saída que se sobressaem são laranja e, principalmente, ylang ylang (meu aroma preferido da vida). Já as notas de coração, jasmim e rosa ressaltam. Quanto a nota de fundo mais evidente, o almíscar 
  • Em minha pele, dura entre 6 e 8 horas, ficando suave ao longo das horas 
  • A projeção é de 2 a 3 horas 
  • É bem marcante e tem potencial para se tornar a identidade perfumística de quem usa 
  • Ele segue o estilo do Samsara, acho parecido, e ainda me faz lembrar o Amarige (ambos contêm algumas notas do Sublime) 
  • Se fosse uma cor, ele seria amarelo porque ele é radiante como o sol 
  • Se fosse uma comida, seria um doce cremoso denso que me remete a um creme de baunilha, não que ele tenha aroma de baunilha, mas pela densidade 

Para a apreciadoras de bons perfumes, vale super a pena o investimento.