07 dezembro 2016

3 reflexões para começar 2017 com uma nova atitude

O final do ano é uma época de comemorações, mas também de muita reflexão. O ano está ficando para trás e com ele muitos planos não realizados e metas não cumpridas. É nessa época que as pessoas reveem o que deu e não deu certo e passam a esperar que o novo ano traga a motivação necessária para que novos objetivos sejam traçados e finalizados. Porém, não é na virada do ano que está a força para repensar as atitudes e o modo de vida, é dentro de cada um.

É comum buscarmos títulos de livros com o segredo e a solução para todos os problemas, como “10 atitudes para atingir o sucesso” e “7 segredos para a felicidade eterna”. É necessário ter a consciência de que se o segredo estivesse em fórmulas mágicas e que se encontrássemos todos os passos e o processo para solução que irão ao encontro da felicidade eterna, o mundo seria no mínimo sem graça, sem desafios que nos trazem a sensação de dever cumprido ao final de cada dia. Hoje pode ser o primeiro dia do resto de sua vida e você ainda pode mudá-lo, independente da época do ano.


Não importa qual sua posição e seus sonhos, seja buscar uma recolocação profissional ou apenas uma satisfação ao acordar pela manhã, passar mais tempo com a família, começar a prática de exercícios ou parar de fumar, o sentimento de conquista só fará presença para aqueles que lutarem em meio ao pessimismo e mostrarem a que mundo pertencem. O segredo para suas realizações não está em sonhar mais um sonho, não está em colocar mais um objetivo no papel. Ter atitude para executar os sonhos antigos para que os novos possam vir com segurança, talvez seja tão ou mais importante do que simplesmente desejar algo novo. O mais incrível de tudo isso é que, se começar agora, você fará parte de uma pequena parte da população que toma uma atitude imediata, não importa quais seus problemas e as limitações.

Não espere somente o último dia do ano. Mesmo que seja um pequeno passo, tenha atitude e dê ele agora, faça deste dia tão especial quanto sua passagem de final de ano. Confira algumas reflexões para você fazer nesse período e começar 2017 com uma atitude renovada e motivação para realizar os planos e objetivos de uma nova maneira:

Por que você vive como se tivesse 60 anos de vida pela frente? Imagino que você tenha seus problemas de vida. Independentemente de quem é a culpa e o modelo de percepção que você tem, a realidade é única. Cada um coloca o seu ponto de vista sob as coisas e o outro entende de acordo com sua criação, cultura e personalidade. A única coisa que temos em comum é que vamos morrer. Pelo fato de termos opiniões e percepções diferentes, vivemos tentando convencer o outro que a nossa opinião é a mais importante e a única verdade. Isso gera uma série de discussões e stress. Você acorda de manhã todos os dias, vive sua vida, faz as mesmas coisas dias, semanas e anos após anos. Você não se dá conta de que pode a qualquer momento morrer e se apega a coisas muito pequenas que, provavelmente, não vão te levar a nada. O ponto chave para que esse seja o primeiro dia do resto da sua vida não está nas coisas ou nos outros, está dentro de você. Aquiete-se e escute a si mesmo por um instante. Você já percorreu uma longa estrada e chegou até aqui, lidere-se de forma que cada dia seja vivido como se fosse o último, pois esse dia poderá ser hoje.

Com quantos amigos você está conectado nas redes sociais? Destes, quantos amigos realmente você tem contato? De tudo o que posta, entre fotos e mensagens, o que realmente seria importante dividir com esses amigos que fazem parte da sua vida real? Ultimamente perdemos o foco do que realmente importa entre amigos, familiares, trabalho, objetivos de vida. A conexão excessiva faz com que nos desconectemos do resto do mundo aos olhos de uma sociedade falida por sua dependência de não estar onde realmente está. Temos a necessidade de mostrar o que não estamos vivendo. Sentir-se feliz só fará sentido se você tiver com quem compartilhar. Preocupe-se com a felicidade dos outros para que a sua própria possa durar um pouco mais.

Quanto dessa vida você gostaria de levar em sua memória? Comece a tomar atitudes novas e intensas. O que você viveu até o momento não tem como mudar, é passado. Se por algum momento você não estiver satisfeito com sua história de vida, a única verdade é que, se chegou até aqui da forma que está, feliz ou não, a responsabilidade é inteiramente sua, não tem como culpar alguém. Todas suas ações hoje, imprescindivelmente determinarão o que será amanhã. Você tem a chance de descrever os seus objetivos em páginas em branco, esse fato não está atrelado ao seu passado se não buscar sua realidade de mudança, basta começar a agir agora. Direcionamento e tempo dependerão de suas competências e a composição das necessidades em prazos estipulados por sua dedicação e foco.

Construa seu caminho no hoje, escolha definitivamente para onde ir, apenas decida como vai ser, não importa o quanto vai ser maluco para os outros, apenas tome uma decisão e siga. Um bom ano novo!

*Fabio Ribeiro é formado em Comunicação e Marketing, pós-graduado pela ESPM em Gestão de Negócios – Marketing e concluindo mestrado em Gestão de Competitividade. Entusiasta pela gestão de pessoas, é licenciado pela Sociedade Brasileira de Coaching – Professional e Personal. Atua como executivo em uma grande multinacional, buscando resultado a alta performance como ponto focal à competência humana.